Dia da Segurança Privada: coordenadora envia mensagem aos alunos

|Dia da Segurança Privada: coordenadora envia mensagem aos alunos

Dia da Segurança Privada: coordenadora envia mensagem aos alunos

  • Dia do Profissional da Segurança Privada

Neste último domingo (20), celebrou-se o Dia do Profissional a Segurança Privada, a Prof.ª Adriana Amado, coordenadora do nosso curso de Graduação Tecnológica em Gestão da Segurança Privada, aproveitou a data para enviar uma mensagem aos nossos alunos e á comunidade acadêmica.

Confira a íntegra do texto abaixo: 

“A história da segurança privada no Brasil data de 1926, época em que ocorria altos índices de criminalidade, ensejando ao Ouvidor Geral Luiz Nogueira de Britto, a determinação da criação de um grupo de segurança, conhecidos como “quadrilheiros”. A seleção dos quadrilheiros se dava entre os próprios moradores das cidades que prestavam um juramento de bem servir à sociedade, executando os seus trabalhos de forma voluntária. Com a passagem para a República, a segurança evoluiu das milícias privadas para os serviços de segurança pública (polícias) e privadas (segurança patrimonial).

O momento histórico em que passava o país na década de 1970 ensejou outra forma de segurança para o Brasil. Assim, com os Decretos-Lei Nº 1.034, de 09 de novembro de 1969 e Nº 1.103, de 03 de março de 1970, as empresas de segurança e vigilância armada privada surgiram. Esses decretos regulamentavam uma atividade até então considerada paramilitar e exigiam que bancos e operadoras de crédito fossem protegidos por sua própria segurança, chamada de segurança orgânica, ou através de empresas especializadas contratadas. O objetivo era inibir as ações de grupos políticos de esquerda que buscavam recursos em assaltos a estabelecimentos bancários para financiamento de sua causa revolucionária.

Até 1983 as empresas de segurança privada foram limitadas a um número de cinquenta no Estado de São Paulo e eram controladas pela Secretaria de Segurança Pública, quando sua fiscalização ficou sob a responsabilidade dos governos estaduais.

Se por um lado, ao longo dos anos, a demanda por segurança privada aumentou e a prestação de seus serviços ultrapassou a exclusividade em instituições financeiras, tornando-se fundamental também para órgãos públicos e empresas particulares; por outro, o Decreto de 1969, já não comportava todos os aspectos da atividade em decorrência da necessidade de uma normatização que abrangesse as novas funções.

Assim, em 1987, o governo federal regulamentou a atividade através da Lei Nº 7.102/1983. Em 1995 a fiscalização deixou de ser estadual, através da Secretaria de Segurança Pública e passou a ser federal, através do Departamento de Polícia Federal/Ministério da Justiça, por força da Lei Nº 9.017/1995. Em seguida, o Departamento de Polícia Federal criou a Portaria Nº 992/1995 que estabeleceu os critérios para a realização dos cursos de vigilantes e outros parâmetros para atuação da segurança privada no Brasil.

Surgem, neste momento, as escolas de formação de vigilantes. Depois disso, até 2012, pouca coisa mudou quando, em 2006, foi publicada a Portaria Nº 387 e, posteriormente, suas atualizações, através das Portarias de Nº 515/2007; Nº 358/2009; Nº 408/2009; Nº 781/2010 e Nº 1670/2010. Em 2012 a Portaria Nº 387 foi revogada com a publicação da Portaria de Nº 3233/2012, que foi alterada pela Portaria Nº 3.258/2013 e outras.

A categoria tem aguardado ansiosamente a publicação do Estatuto da Segurança Privada, que será uma Lei que substituirá estas que ordenam a segurança privada. Desse modo, o Departamento de Polícia Federal poderá criar novas Portarias que produzam os efeitos necessários.

Por fim, cabe lembrar que o Decreto Nº 89.056/1983 regulamentou a Lei Nº 7.102/1983, de 20 de junho de 1983 e que trouxe em seu bojo a promulgação do dia do profissional de segurança privada, que se comemora hoje, 20 de junho. Assim, o Centro Universitário Unihorizontes e particularmente o Curso de Gestão da Segurança Privada e o MBA em Gestão Estratégica e Inteligência em Segurança Privada deseja a todos os profissionais de segurança privada que esta data seja comemorada com muito orgulho pela dedicação a esta honrosa profissão e que, em curto espaço de tempo, vocês possam ter o reconhecimento devido e os direitos que a categoria tanto luta”.

Leia também:

 

2021-06-24T17:54:47-03:0021.06.2021|Acadêmico, Egressos, Segurança Privada|
×